Análise e mapeamento da vegetação remanescente de um município do agreste de Alagoas (Brasil)

Maciel Rocha da Silva, Paulo Henrique de Almeida Cartaxo, Heloísa Martins de Araújo, Letícia Barbosa de Lacerda, Kennedy Santos Gonzaga, Adriana da Silva Santos, Marcelo Augusto Rocha Limão, João Paulo de Oliveira Santos

Resumo


A Caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro, dotada de elevada relevância biológica e com espécies adaptadas as condições locais. No entanto, as atividades humanas presentes, principalmente as relacionados ao uso e ocupação do solo, tem trazido graves ameaças à conservação desse bioma. Nesse sentido, objetivou-se com esse trabalho analisar e mapear as áreas de vegetação remanescente de Caatinga no município de Estrela de Alagoas, no agreste alagoano. Para a elaboração do mapa de vegetação remanescente, utilizou-se o software Quantum GIS, sendo os arquivos SHP com as áreas remanescentes de Caatinga no estado obtidos juntos ao Instituto de Meio Ambiente de Alagoas. Utilizou-se também informações do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) sobre as áreas antropizadas desse bioma no período de 2002 a 2009. Observou-se que em toda a extensão leste do município, que possui solos mais planos e com melhor fertilidade, os remanescentes vegetais praticamente não existem. Os dados apontaram que Estrela de Alagoas apresenta 90,9% de sua vegetação original de Caatinga em estágio antropizado, com um acréscimo de área antropizada de 7,975 km² somente entre 2002 e 2008, o que corresponde a uma taxa de 3,01% nesse período. Os resultados aqui encontrados evidenciam um indicativo de elevada antropização e uso maciço do solo no município em estudo, o que torna necessário que medidas de mitigação e recuperação de áreas degradadas ou em vias de degradação nessa localidade sejam tomadas.


Palavras-chave


Caatinga; Desmatamento; Impacto ambiental.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Cprm. Serviço Geológico do Brasil (2005). Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea. Diagnóstico do município de Estrela de Alagoas, estado de Alagoas. Recife: CPRM/PRODEEM, 20 p.

Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (2010). Monitoramento do bioma Caatinga, 2002-2008. IBAMA, Brasília, Brasil. 58 p.

Ibge. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). Infográficos. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/al/estreladealagoas. Acesso em 23 de janeiro de 2019.

Monteiro, E. R., Mangolin, C. A., das Neves, A. F., Orasmo, G. R., da Silva, J. G. M., & da Silva, M. D. F. P. (2015). Genetic diversity and structure of populations in Pilosocereus gounellei (FAC Weber ex K. Schum.)(Cactaceae) in the Caatinga biome as revealed by heterologous microsatellite primers. Biochemical Systematics and Ecology, 58, 7-12.

Oliveira, G., Araújo, M. B., Rangel, T. F., Alagador, D., & Diniz-Filho, J. A. F. (2012). Conserving the Brazilian semiarid (Caatinga) biome under climate change. Biodiversity and Conservation, 21(11), 2913-2926.

Oliveira, R. A. N., Sousa, G. A., Menezes Junior, J. C., Melo, R. T., Sousa Neto, E. P., & Sousa, T. P. (2014). Dinâmica do Processo de Desmatamento de Caatinga no Município de Catolé do Rocha-PB. Agropecuária Científica no Semiárido, 10(4), 01-04.

Pereira Júnior, L., Andrade, A. P., & Araújo, K. D. (2012). Composição florística e fitossociológica de um fragmento de caatinga em Monteiro, PB. Holos, 6, 73-87.

Pinheiro, E. A. R., Metselaar, K., Van Lier, Q. J., & Araújo, J. C. (2016). Importance of soil‐water to the Caatinga biome, Brazil. Ecohydrology, 9(7), 1313-1327.

Pinheiro, E. A., Costa, C. A. G., & de Araújo, J. C. (2013). Effective root depth of the Caatinga biome. Journal of Arid Environments, 89, 1-4.

Redo, D., Aide, T. M., & Clark, M. L. (2013). Vegetation change in Brazil’s dryland ecoregions and the relationship to crop production and environmental factors: Cerrado, Caatinga, and Mato Grosso, 2001–2009. Journal of Land Use Science, 8(2), 123-153.

Santana, J. A. S., Santana Júnior, J. A. S., Barreto, W. S., Ferreira, A. T. S. (2016). Estrutura e distribuição espacial da vegetação da Caatinga na Estação Ecológica do Seridó, RN. Pesquisa Florestal Brasileira, 36(88), 355-361.

Santos, J. P. O, Silva Júnior, J. M., Silva Filho, J. A., Silva, J. L. C., Ribeiro, J. K. N., & de Oliveira, F. Í. F. (2017). Environmental Degradation and Risk of Desertification in Alto Sertão Region, Alagoas State, Brazil. Geama, 3(4), 191-195.

Santos, J. P. O., Xavier, M. A., Silva Filho, J. A., Batista, M. C., & Rolim Neto, F. C. (2018). Potentialities of the use of agroforestry systems in the Brazilian semi-arid region. Colloquium Agrariae, 14(2), 163-171.

Santos, M. G., Oliveira, M. T., Figueiredo, K. V., Falcao, H. M., Arruda, E. C., Almeida-Cortez, J., ... & Pompelli, M. F. (2014). Caatinga, the Brazilian dry tropical forest: can it tolerate climate changes?. Theoretical and Experimental Plant Physiology, 26(1), 83-99.

Silva, I. L., Coelho, L. C. B. B., & Silva, L. A. O. (2015). Biotechnological potential of the Brazilian Caatinga biome. Advances in Research, 5(1), 1-17.

Silva, K. M. F. (2008). Estudo sobre as formas de representação da água em uma zona rural do semi-árido, a partir dos usos e práticas desenvolvidos no Município de Estrela de Alagoas – AL. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Siqueira Filho, J. A. (2012). Flora das caatingas do Rio São Francisco: história natural e conservação. Editora Andrea Jakobsson, Rio de Janeiro, Brasil. 552 p.

Souza, D. C., & Oyama, M. D. (2011). Climatic consequences of gradual desertification in the semi-arid area of Northeast Brazil. Theoretical and Applied Climatology, 103(3-4), 345-357.

Tomasella, J., Vieira, R. M. S. P., Barbosa, A. A., Rodriguez, D. A., Santana, M. O., & Sestini, M. F. (2018). Desertification trends in the Northeast of Brazil over the period 2000–2016. International Journal of Applied Earth Observation and Geoinformation, 73, 197-206.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Maciel Rocha da Silva, Paulo Henrique de Almeida Cartaxo, Heloísa Martins de Araújo, Letícia Barbosa de Lacerda, Kennedy Santos Gonzaga, Adriana da Silva Santos, Marcelo Augusto Rocha Limão, João Paulo de Oliveira Santos

ISSN: 2675-3065

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn