Percepções das comunidades rurais do Vale do Jiquiriçá acerca da escassez de água

Geisyane Silva dos Santos, Tharcilla Braz Alves Pessoa, Thécia Alfenas Silva Valente Paes

Resumo


A água é um recurso natural importante para a vida, pois desempenha papel primordial no desenvolvimento de seres vivos. Na atualidade a disponibilidade e qualidade da água é um fator preocupante. O objetivo deste trabalho foi verificar a percepção dos moradores das comunidades rurais do Vale do Jiquiriçá (BA) quanto à escassez de água. O estudo foi realizado nas comunidades de Hermes de Caires, Sapucaia e Pé de Serra situadas nos municípios de Santa Inês, Ubaíra e Mutuípe. Os municípios possuem clima semiárido (Santa Inês e Ubaíra) e tropical úmido (Mutuípe). Foram utilizadas ferramentas participativas Técnica de Diálogo e Árvore Problema com 47 pessoas. A comunidade mais afetada pela escassez de água foi Hermes de Caires, onde o Rio Jiquiriçá é intermitente e os poços possuem água salobra. As dificuldades das comunidades do semiárido para obtenção de água são mais perceptíveis quando comparado com as de clima tropical. Dentre as causas citadas estão: o clima, represas, falta de chuvas, degradação do meio ambiente, ausência de políticas públicas, falta de conscientização, pouca água nos rios, presença de esgotos, crescimento populacional, falta de união das pessoas, agrotóxicos e água salobra. As principais consequências foram: produtividade agrícola reduzida, água poluída, verminoses, aumento da água no inverno, diminuição das espécies, água através de carros pipa e o êxodo rural. A questão da disponibilidade de água salobra e êxodo rural foram mencionados apenas na comunidade de Santa Inês evidenciando que está possui maiores dificuldades em relação ao problema escassez de água.


Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Agencia nacional das águas. 2017. Relatório de segurança de barragens 2016. Manual de políticas e práticas de segurança de barragens para entidades fiscalizadoras. Brasília- DF. 221 p. Disponível em: http://www.snisb.gov.br/portal/snisb/relatorio-anual-de-seguranca-de-barragem/rsb-2016/relatorio-de-seguranca-de-barragens-2016.pdf Acesso em07/05/2019.

Agencia nacional das águas. 2011. Governança, comunicação e participação social. Introdução a gestão participativa. Brasília. 100 p. Disponível em: https://capacitacao.ana.gov.br/conhecerh/bitstream/ana/123/1/Apostila_-_Introdu%c3%a7%c3%a3o_%c3%a0_Gest%c3%a3o_Participativa.pdf Acesso em: 15/03/2018.

Cavalcanti, RST. Cavalcanti, MLC. Coelho Junior, LMC. 2018. Manejo do solo e água com o uso da agricultura biossalina: Uma nova tecnologia para o semiárido pernambucano. Anais III SINPROVS, Campina Grande, 5 p. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/artigo/visualizar/40469 Acesso em: 16/01/2019

Domingues, A.F. 2013.Ciranda das águas. Porque precisamos mudar agora e já. “O brasileiro acha que, como temos bastante água no Brasil, não é preciso economizar.”. Minas Gerais, 81 p.

Fernandes, N. B; Moreau, M.S; Moreau, A. M. S. S; Costa, L. M. 2010. Capacidade de uso das terras na bacia hidrográfica do Jiquiriçá, Recôncavo Sul da Bahia. Caminhos de Geografia, V.11, 105 p. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16076/9055 Acesso em: 15/03/2018.

Farias, T.S. 2018. Rodovias das Águas: Uma Análise Espacial da Operação Pipa no Semiárido Paraibano. Bacharel em Geografia. Departamento de Geociências do Centro de Ciências Exatas e da Natureza da Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 81 p. Disponível em:https://www.ufpb.br/legat/contents/documentos/tccs/tcc-thiago.pdf Acesso em: 14/07/2020.

Fonseca, W.L; Fonseca, W.J.L; Oliveira, A.M; Vogado, G.M.S; Sousa, G.G.T; Sousa, T.O; Sousa Junior, S.C; Luz, C. S.M, 2014, Causas e consequências do êxodo rural no nordeste brasileiro, Revistas Eletrônicas da Fundação Educaciona Ituverava, 7 p. Disponível em: https://core.ac.uk/reader/268033650 Acesso em:18/07/2020.

Henrique, S; 2020; Geografia Geral p/ CBM-MS (Soldado) - 2020; Estratégia concursos; 128 p. Disponível em: encurtador.com.br/ewHR3

Lambert, M. 1993.Agricultura e meio ambiente. São Paulo. Editora Scipione. 48 p.

Lima, A.S; Jesus, A C.C & Pereira, I.A, 2019, Modernidade e barbárie: reflexões sobre o uso de tóxicos no agro brasileiro. X Simpósio Nacional de Geografia Agrária, Recife, 24 p. Disponível em: https://geografar.ufba.br/sites/geografar.ufba.br/files/aline_lima_et_al_ix_singa.pdf Acesso em: 14/07/2020

Marciel, S.M & Farias, E.S, 2013, O Uso e Reuso da Água nas Escolas Municipais Rurais de Sant’Ana do Livramento: Importantes Dimensões para o Desenvolvimento de Políticas Públicas, XXXVII Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro, 16 p. Disponível em: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/2013_EnANPAD_APB1770. Acesso em: 15/03/2018.

Matos, A.T. Poluição ambiental: impactos no meio físico. Minas Gerais, Editora: UFV. 2010. 260 p.

Moura, M.S.B; Galvinicio, J.D. Brito, L.T.L; Souza, I. I.S.S & Silva, T.G.F, 2005, Clima e água de chuva no semiárido. Potencialidades da água da chuva no semiárido, EMBRAPA, 13 p. Disponível em: https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/bitstream/doc/159649/1/OPB1515.pdf Acesso em: 23/04/2019.

Mídia Bahia. 2017, É grave o problema da escassez de água no Vale do Jiquiriçá. Vale Jiquiriçá, Disponível em: http://midiabahia.com.br/vale-do- jiquirica/2017/02/13/e-grave-o-problema-da-escassez-de-agua-no-vale-do-jiquirica/. Acesso em: 15/03/2018.

Netto, R.M, 2010, Avaliação preliminar da adequação dos efluentes domésticos urbanos oriundos de ete’s situadas no Vale do Jiquiriçá para uso agrícola. 26º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, Salvador, p.74. Disponível em: http://abes.locaweb.com.br/XP/XP-EasyArtigos/Site/Uploads/Evento19/TrabalhosCompletosPDF/II-145.pdf Acesso em: 16/03/2018.

Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário do Vale do Jiquiriçá. Amargosa – BA, CODETER Vale do Jiquiriçá, UFRB, CNPq, MDA, 2017. Acesso em 26/11/2020. Disponível em: http://www.seplan.ba.gov.br/arquivos/File/politicaterritorial/PUBLICACOES_TERRITORIAIS/Planos-Territoriais-de-Desenvolvimento-Sustentavel-PTDS/2018/PTDS_Territorio_Vale_do_Jiquirica.pdf

Rocha, A.L.S & Santos, S.O, 2014, Ocupação da Avenida Beira Rio na cidade de Mutuípe-Ba provoca impactos ambientais no rio Jiquiriçá. VII Congresso de geógrafos. Vitoria ES, 12 p. Disponível em: http://www.cbg2014.agb.org.br/resources/anais/1/1403888978_ARQUIVO_Ocupacao-CBG.pdf Acesso em: 16/03/2018

Santos, NS, 2008, Estudo diagnóstico socioambiental da cidade de Santa Inês – Bahia. Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Universidade de Santa Cruz, Ilhéus, 86 p, Brasil. Disponível em: http://www.biblioteca.uesc.br/biblioteca/bdtd/200560095D.pdf Acesso em: 05/03/2019

Vilas, A.T. 2003, Racionalização do Uso da Água no Meio Rural. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação, São Paulo, 104 p. Disponível em: https://www.cgee.org.br/documents/10195/734063/a2g_doc_final_agua_meio_rural_1186.pdf/cc7f8b9f-2242-4a7c-ad5c-68992dc8e3f9?version=1.0 Acesso em: 15/03/2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 GEISYANE SILVA SANTOS

ISSN: 2675-3065

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn