Diversificação de fontes geradoras da matriz elétrica brasileira: uma revisão sistemática

Donisete da Silva Pereira, Romeu e Silva Neto

Resumo


O planejamento do setor elétrico brasileiro deve se adequar aos novos moldes mundiais de geração de energia, pois as pressões mundiais para que a geração de eletricidade seja cada vez mais sustentável, eficiente e dependa cada vez menos de fontes escassas ou não renováveis, estão cada vez mais incisivas. Portanto, tornam-se essenciais estudos cada vez mais aprofundados sobre a matriz elétrica brasileira, principalmente no que tange às diversas opções de fontes geradoras para a diversificação da mesma, apontando seus prós e contras, além de análises de sua viabilidade. Desta maneira a presente pesquisa tem objetivo de analisar estudos de temas relacionados à diversificação de fontes geradoras da Matriz Elétrica Brasileira – MEB. Para tal foi realizado um estudo bibliométrico na base Scopus utilizando palavras-chave relacionadas ao tema, a fim de obter um conjunto de produções acadêmicas da área. Uma amostra de 109 trabalhos acadêmicos foi relacionada, cuja filtragem resultou numa relação de 19 produções científicas. Com o método de revisão sistemática buscou-se interpretar criticamente estes resultados, identificando-se que, apesar de ocorrer uma breve movimentação em prol dessa diversificação, há necessidade de intensificar ações que promovam menor dependência entre a MEB e o uso dos recursos hídricos, confirmando a necessidade de a MEB ser diversificada.


Palavras-chave


Diversificação, Fontes geradoras, Matriz elétrica brasileira, Revisão sistemática.

Texto completo:

PDF (Português)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Donisete da Silva Pereira, Romeu e Silva Neto

ISSN: 2675-3065

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn